Um pouco sobre a nossa participação na Regional de Quebec

Desde que a temporada começou, a nossa equipe não parou… Dedicamos esforços na preparação de tudo o que precisávamos, para que obtivéssemos um ótimo resultado na regional de Quebec. Depois de embalar o robô, só faltava ajeitar mais umas coisinhas, para finalmente, podermos viajar. E foi por isso, que nos dias prévios à viagem, passamos horas e horas organizando as malas e documentos da equipe.

Até que chegou o grande dia, a tão esperada segunda-feira, 01/04/2019. E a FRC 5800 estava prontíssima para embarcar em mais uma aventura, dessa vez, rumo ao Canadá. 

Uns viajando pela primeira vez, outros com mais história, estávamos todos juntos com grandes expectativas para essa incrível viagem.

Grupo reunido para o embarque no aeroporto de Florianópolis.

NOSSA VIAGEM:

O grupo foi dividido em três. Dos 16 membros selecionados para a viagem, 1 estava na Alemanha, de onde saiu diretamente para nos encontrar, enquanto 3 haviam partido logo pela manhã, de Florianópolis. No fim de tarde, o grupo maior finalmente embarcou. Missão cumprida, já estávamos todos voando em direção ao Canadá. 

Os 2 primeiros grupos a caminho do Canadá.

O pessoal dos 2 primeiros grupos chegou, porém, teriam de ficar esperando o resto da galera, no próprio aeroporto. Enquanto isso, o grupo grande já voava em direção a américa do norte.

Chegada em Miami no amanhecer.

O sol já estava nascendo na costa norte-americana, quando o grupo grande finalmente chegou, tudo estava ocorrendo bem até que pousamos e percebemos certo atraso, sendo assim, o tempo de conexão era menor do que o previsto… E mesmo após muita correria, infelizmente perdemos o voo seguinte. 

Poderíamos ter entrado em desespero, mas isso não iria resolver, então, começamos a fazer o possível para solucionar o problema. A companhia começou a tentativa de remarcação de passagens, e aos poucos, infelizmente, o grupo foi tendo que se separar… Cada um foi parar em um canto dos EUA, de onde conseguiriam a bendita conexão para Montreal. 

Enquanto isso, o pessoal que já estava em Montreal, retirou um dos carros que estavam alugados e foi em direção à casa, em Quebec city.

Primeiros membros a chegar em casa.

A noite chegou e a competição já estava cada vez mais perto, mas enquanto isso, alguns estavam em Nova York, alguns em Charlotte, e outros em Miami, onde dormiriam naquela noite… 

Grupos separados na realocação de voos.

Primeiro dia de competição ainda mais perto, quando finalmente, mais um grupo chegou pela manhã no aeroporto de Montreal, agora faltavam somente 5 pessoas, que viriam a chegar no fim do dia.

Todos juntos em casa e o sentimento que prevalecia era o de missão cuprida, mas tínhamos que lembrar que aquela era a primeira de muitas missões a serem cumpridas.

A COMPETIÇÃO:

Dia 04/06, dia da partida de testes. Lá estávamos, ainda surpresos com a quantidade de neve nas estradas, fomos para o centro de eventos, onde encontramos uma linda regional, extremamente organizada e com um espírito esportivo. Várias partidas de teste acontecendo, ajustes finais nos robôs, scouting para conhecer as outras equipes, busca de informações sobre o local da apresentação do Chairman’s, etc. 

Fotos de momentos da competição.

No dia seguinte começaram as partidas qualificatórias, então, logo cedo a equipe chegou no local da competição e já iniciou suas atividades. Já havíamos recebido a programação de horários em que nosso robô entraria em jogo, além da relação das equipes iriam competir conosco.

Nosso robô ao fundo, junto ao da equipe parceira FRC 4613.

Nesse mesmo dia, apresentamos também o nosso chairman’s, levamos o vídeo elaborado, uma apresentação oral, além do texto que já tinha sido encaminhado à organização da competição em fevereiro. Uma experiência única…

Também foi dia de dean’s list, eu, Augusto, aluno do marketing e a Yumi, aluna da engenharia, fomos até o local da entrevista (um pouco nervosos, mas confiantes), e individualmente, respondemos à diversas perguntas dos juízes, baseadas no texto que nossos mentores escreveram sobre nós.

Prêmios a parte, a FRC 5800 continuou dedicando esforços ao Antares (nome de nosso robô), para que em todas as partidas ele estivesse perfeito e sem defeitos, a equipe do PIT realizou ajustes ao longo de todo dia, e isso nos rendeu muito pontos.

Semifinalistas do Dean’s List Award.

Finalmente, para a nossa tristeza, chegou o último dia de competição, que pode ser facilmente classificado como MEMORÁVEL!! Durante a manhã, mais partidas de qualificatórias aconteceram, as últimas… Assim que elas acabaram, ocorreu a escolha de alianças, na qual, basicamente, as 8 primeiras colocadas selecionaram mais duas equipes cada uma, para compor suas alianças. 

Nossa missão dentro da arena estava cumpida, não chegamos nas finais mas todo o esforço colocado para fazer com que tudo funcionasse, nos fazia sentir um sentimento de missão cumprida. Mal sabíamos que ainda tinha muito a acontecer…

Após o intervalo do almoço, enquanto aguardávamos ansiosamente pela premiação, pudemos apreciar belas partidas com robôs de altíssimo desempenho. As finais aconteceram e já tinha equipes comemorando pelos prêmios. 🏆

Mas não há somente um prêmio na competição, existem diversos, e assim que a cerimônia de premiação começou, ficamos apreensivos, e super atentos. Já tinham sido anunciados cerca quatro prêmios quando foram divulgar os vencedores do Team Spirit Award, e confesso que fomos pegos de surpresa quando o apresentador da competição começou a fazer associações do espírito de equipe com o futebol… Podia ser apenas uma coincidência, mas havendo somente uma equipe brasileira na regional, isso chamou a nossa atenção.

Acompanhamos cada palavra que o apresentador anunciava, até que pudemos ouvir a frase “The Spirit Team Award goes to 5800 Magic Island Robotics!!!” (“O prêmio de espírito de equipe vai para a 5800 Magic Island Robotics”). Posso afirmar que foi um dos momentos mais emocionantes da minha vida, sair com a equipe inteira correndo da arquibancada para ir buscar um prêmio que tínhamos acabado de conquistar. 

Nossa equipe com o prêmio Team Spirit Award.

Mas não acaba por aí assim que voltamos para a arquibancada, mais uma surpresa, o anúncio dos alunos vencedores do prêmio individual “Dean’s List”, e lá estava, Yumi foi anunciada como Dean’s List Finalist, nosso orgulho. 

Luisa Yumi recebendo o prêmio de Dean’s List Finalist.

Premiações encerradas, equipes parceiras premiadas e a Magic Island, voltando pra casa com 2 prêmios… Foi um grande dia!

Mas não acabou por aí, pois nesta noite, recebemos a visita da equipe australiana Barker Robotics. Foi muito divertido, comemos pizza, trocamos uniformes e fizemos novas amizades, uma experiência inesquecível.

Nossa maior missão estava cumprida, representar nossa cidade, nosso estado e nosso país, na maior competição de robótica do mundo, na regional de Quebec, no Canadá.

CONHECENDO O CANADÁ:

De agora em diante, tínhamos ainda mais para aprender, estávamos em um lindo país, com uma população super receptiva, e dispostos a explorar tudo o que tínhamos direito.

Visitamos pontos turísticos, museus, parques ecológicos, comemos comidas típicas e também visitamos algumas lojas, para comprar as tradicionais lembrancinhas. Nas fotos a seguir, podemos ver esses momentos:

Passeios na cidade de Quebec

Algo que valorizamos muito é o contato com outras equipes, portanto, em um dos últimos dias de viagem, visitamos a escola de uma das equipes que estavam na regional (Ultime 5528) e eles puderam nos apresentar melhor sua estrutura de divisão. Infelizmente nem todos os membros puderam fazer essa visita, pois em decorrência das baixíssimas temperaturas enfrentadas e de toda a correria, acabaram adoecendo, então tirá-los de casa com febre em dias com possibilidade de nevasca, poderia não lhes-fazer bem. Aqui temos mais umas fotos dessa visita:

Visita na escola da Ultime, FRC 5528.

Foram mais de 10 dias de imersão, onde pudemos aprender muito, aprendizado esse que não consiste somente em conhecimento técnico, estou falando de novas culturas, novos idiomas, de conhecer melhor nossos colegas e demonstrar a eles que estamos o tempo todo juntos e que podemos contar uns com os outros, desenvolvemos e aprimoramos o nosso Espírito de Equipe, que sempre nos fez enfrentar todos os problemas de cabeça erguida, e que dessa vez, havia sido reconhecido através de um lindo prêmio com o qual nos identificamos muito.

Nossa equipe agradece à todos os envolvidos, familiares, amigos, apoiadores, etc. Vocês foram fundamentais para que pudéssemos ter essa incrível experiência! Até a próxima!

Compartilhe esse post!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Gostou do post? Deixe um comentário!

Fechar Menu
pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR